Histórico

A Etec “Jacinto Ferreira de Sá” foi fundada em 23 de julho de 1970 com o nome de “Colégio Técnico Industrial Estadual de Ourinhos”, sendo mantida pelo Governo do Estado de São Paulo, rede de Ensino Básico. Os primeiros cursos oferecidos eram as habilitações profissionais de Técnico em Economia Doméstica, Edificações, Eletromecânica e Mecânica.

Atualmente a maior escola técnica da região, passou por diversas denominações ao longo dos anos:

1976: “Centro Estadual Interescolar”.

1978: E.E.S.G. ‘Jacinto Ferreira de Sá”, escola de 2º grau – Secretaria da Educação.

1984: E.T.E.S.G. “Jacinto Ferreira de Sá” – Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza-CEETEPS, autarquia do governo, vinculada à Secretaria da Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico.

1994: ETE “Jacinto Ferreira de Sá” – Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza-CEETEPS, autarquia do governo, vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia.

2007: Etec “Jacinto Ferreira de Sá” – através de um decreto do então Governador do Estado de São Paulo, Sr. José Serra, as Unidades de Ensino Técnico do Centro Paula Souza passam a denominar-se ETECs a fazer parte de um grande Programa de Expansão, instituído como meta do Governo do Estado de São Paulo.

2009: criação da Classe Descentralizada na Escola Estadual Virgínia Ramalho – através de um convênio firmado com a Secretaria Estadual de Educação, os cursos funcionam no regime de classes descentralizadas, utilizando as instalações da escola estadual, porém a Etec é a responsável pelos cursos.

2010: implantação das Classes Descentralizadas nas cidades de Chavantes (até 2011), Ibirarema (até dias atuais) e Salto Grande (até 2013/2) – através de convênio firmado com as prefeituras municipais e o Centro Paula Souza.

2014: implantação da Classe Descentralizada na cidade de Canitar (até dias atuais).

2015: implantação da Classe Descentralizada na cidade de Salto Grande com o curso de administração para o 2º semestre e continuidade com a CD de Ibirarema com curso de contabilidade.

Atualmente oferece cursos nos seguintes Eixos Tecnológicos:

• Produção Industrial: com o curso de Açúcar e Álcool.

• Infraestrutura: com o curso de Edificações.

• Ambiente e Saúde: com o curso de Enfermagem.

• Informação e Comunicação: com o curso de Informática, Informática Para Internet (Modalidade Integrada ao Ensino Médio) e Manutenção e Suporte em Informática (na Etec Jacinto Ferreira de Sá), e de Redes de Computadores (na classe descentralizada de Ourinhos – E.E. Virgínia Ramalho).

• Controle e Processos Industriais: com os cursos de Mecânica, Eletrônica, Eletrotécnica e Química (modular e na modalidade Integrada ao Ensino Médio).

• Gestão e Negócios: cursos de Contabilidade, Comércio, Secretariado e Transações Imobiliárias (classe descentralizada de Ourinhos – E.E. Virgínia Ramalho); Administração (classes descentralizadas de Canitar, Ibirarema e EE Virgínia Ramalho).

• Produção Cultural e Design: com o curso de Regência.

• Segurança: com o curso de Segurança do Trabalho.

• Ensino Médio: nove turmas regulares em andamento

• ETIM:   Ensino Técnico Integrado ao Médio em Informática para Internet (2 turmas) e em Química (1 turma).

Conta em 2015 com um quadro de 100 professores, 20 funcionários administrativos, 5 estagiários (contratados pela Fundap), 3 funcionários da APM e 22 colaboradores terceirizados (segurança patrimonial e agentes de limpeza).